Rondonistas das Operações Tocantins e Apiaí contam suas experiências
Rondonistas das Operações Tocantins e Apiaí contam suas experiências
Terça-Feira - 28 de março de 2017

Alunos e professores que integraram as Operações Tocantins e Apiaí 01, do Projeto Rondon, reuniram-se com o Reitor da FHO|Uniararas, Prof. Dr. José Antonio Mendes; o Diretor Administrativo-Financeiro, Sr. Francisco Elíseo Sanches e a Coordenadora de Comunidade e Extensão, Profª Ma. Cristina da Cruz Franchini para contarem as experiências vividas em Apiaí (SP) e Presidente Kennedy (TO).
Os professores Me. Antonio Peripato e Me. Nelson Oliveira Stefanelli, responsáveis pela equipe regional (Projeto Rondon SP), mencionaram a intensidade da experiência e o aprendizado vivido durante os três dias em que atenderam a população apiaiense. “Sou professor da área de Negócios e fui com uma equipe formada, em sua maioria, por alunos da área de Saúde. Então aprendi muito neste processo de liderança da equipe. Muitas vezes o que planejamos não dava certo, por condições adversas, e tivemos que lidar com a situação e buscar uma solução para aquele problema, o que promove um crescimento na formação dos alunos”, disse o Prof. Stefanelli.  A aluna de Enfermagem, Sophya Araújo Martins, também manifestou o orgulho de poder levar o GEFE - Grupo de Estudos e Formação em Emergência para Apiaí, orientando a população em relação aos primeiros socorros.
Em Presidente Kennedy, Tocantins, nossos alunos atuaram junto com a equipe da UENP - Universidade Estadual do Norte do Paraná, no atendimento da comunidade. De acordo com o Prof. Me. Vandenilson José Zorel, responsável pela equipe do Projeto Rondon nacional, essa integração e união do grupo em prol da comunidade foi essencial para o bom trabalho realizado.
A Operação Tocantins envolveu mais de 320 voluntários, de 32 instituições de ensino superior. Para Davi Silva, aluno de Biologia, conhecer outra parte do Brasil foi enriquecedor. “Presidente Kennedy é uma cidade pequena, mas com uma desigualdade social muito grande. E pudemos expandir a nossa visão do país, conhecendo uma realidade diferente. Levamos pouco, mas trouxemos muito. Acho que esta foi uma das maiores realizações que eu poderia ter durante a graduação”, disse ele.
Diego Carneiro, aluno de Odontologia, contou que já havia tentado três vezes participar do Projeto Rondon. “Acho que fui muito insistente (risos). Mas uma pessoa me falou que cada um tem a Operação que merece. E hoje eu posso dizer que foi assim mesmo. A Operação Tocantins me proporcionou uma das melhores experiências da minha vida, porque tivemos que aprender a sair da nossa zona de conforto. As coisas que eu achava que tinha mais afinidade, foram as que me apresentaram mais dificuldade. E isso nos ensinou a sermos pacientes, a termos um compromisso”, afirmou.
Finalizando o depoimento dos alunos, Maria Carolina Corrocher, aluna de Engenharia de Produção, contou que participar do Projeto sempre foi um objetivo para ela durante a graduação. “Porque além de ser uma experiência enriquecedora, o Rondon traz uma realização pessoal muito grande, por te mostrar o seu papel no mundo e as possibilidades que temos de cativar as pessoas. Todos os que passam pela faculdade vão sair daqui com a formação técnica. Mas a formação humana, neste processo, só depende de você”.

A FHO|Uniararas parabeniza o trabalho realizado pelos alunos. Nossa próxima missão junto ao Projeto Rondon será a Operação Rondônia Cinquentenário 2017, que acontece em julho, no estado de Rondônia.

Acompanhe nas Redes Sociais

Com quem você deseja falar?

Fundação Hermínio Ometto

Av. Dr. Maximiliano Baruto, 500

Jd. Universitário | Araras - SP

CEP: 13607-339

(19) 3543-1400

Clima em Araras

Quarta-feira
32°C
20°C
Chuva: 80% (8 mm)

Como Chegar