FHO concede o título de Professor <em>Honoris Causa</em> ao Sr. Romeu Mário Rodrigues
FHO concede o título de Professor Honoris Causa ao Sr. Romeu Mário Rodrigues
Quarta-Feira - 26 de setembro de 2018

Na noite de 03 de setembro, Dia do Biólogo, a Fundação Hermínio Ometto, por meio do Reitor do Centro Universitário Hermínio Ometto, prestou emocionante homenagem ao Sr. Romeu Mário Rodrigues, mais conhecido como Sr. Romeu, com a outorga do título de Professor Honoris Causa "pela sua inestimável colaboração em prol da educação" (de acordo com a aprovação do Conselho Universitário - CONSU, em reunião ordinária de 28 de junho de 2018 e nos termos do disposto no inciso III do artigo 138, do Regimento Geral do Centro Universitário).

Esta é a segunda vez que a Instituição concede o título Honoris Causa em sua história - o primeiro tendo sido concedido à Duse Rüegger Ometto, Presidente da Fundação Hermínio Ometto de 1991 a 2017 - que significa, em latim, "por causa de honra", e é concedido por instituições de ensino superior a pessoas de destaque em sua área de atuação e respeitadas pelo seu trabalho, independentemente de sua escolaridade.

O ato solene foi realizado durante a cerimônia de abertura da 13ª Semana de Biologia e contou com a presença do Reitor da Instituição, Prof. Dr. José Antonio Mendes; da Coordenadora de Comunidade e Extensão, Profª Ma. Cristina da Cruz Franchini; da ex-reitora e ex-coordenadora do curso de Biologia, Profª Dra. Miriam de Magalhães Oliveira Levada; do Coordenador do Curso de Biologia, Prof. Me. Carlos Eduardo Signorini; do professor do curso de Biologia, Dr. Júlio Valentim Betioli; dos professores convidados da Universidade Federal de São Carlos, Margareth L. Sekyama e Vlamir J. Rocha; e de professores, representantes do Centro Acadêmico e membros da Comissão Organizadora da 13ª Semana de Biologia e alunos do curso de Biologia da FHO. Na ocasião, o homenageado da noite, Sr. Romeu Mário Rodrigues, esteve acompanhado de sua esposa, Adélia.

Sr. Romeu Mário Rodrigues, ou somente "Sr. Romeu", como carinhosamente é conhecido, é um nativo do Parque Ilha do Cardoso. Seus conhecimentos são empíricos, adquiridos quando deu apoio e participou de trabalhos de campo na Ilha com pesquisadores nas áreas da Biologia, Ornitologia, Botânica e Geologia, de universidades do Brasil e do mundo. Assim, pode-se afirmar que é uma pessoa autodidata, com saberes que ultrapassam os conteúdos de livros e enciclopédias.

Elaborou toda a coleção de animais mantidos em meio líquido no Parque Estadual, incluindo a montagem do esqueleto da baleia jubarte de 7,5metros, exposta no museu do Núcleo Perequê, e a taxidermização do 2º maior tubarão branco em exposição no mundo, presente no Museu Municipal de Cananéia. Em 2014, publicou um Dicionário Caiçarês, atualmente na segunda edição, e está finalizando mais dois livros: "Plantas Medicinais da Ilha do Cardoso" e "Interação do Caiçara com a Natureza" e o levantamento de todos os Sambaquis do Vale do Ribeira.

Há quase 20 anos, Sr. Romeu recebe os alunos e professores da FHO na Ilha para ensinar e enriquecer o conhecimento de todos. A recepção dele, em nossa casa, e o reconhecimento por sua dedicação prestada à Ciência e à Educação, foi um momento emocionante para todos. "No ano passado durante a Semana da Biologia, em conversa com os professores Júlio, Marcelo (UFSCar), Carlos Signorini e Olavo, nasceu a ideia de prestar uma homenagem ao Sr. Romeu. A ideia foi transmitida à Fundação Hermínio Ometto, que prontamente entendeu e considerou uma homenagem justa e merecida. Sr. Romeu, sempre foi professor. Sua sala de aula, é a natureza, é a sua Ilha, é a floresta, é o campo, é o seu amado mangue. Junto às plantas, os animais, com seus pais, os antigos moradores e os professores caiçaras, acompanhando tantos e tantos pesquisadores, ele aprendeu tudo o que sabe. Sua leitura de mundo, ultrapassa em muito o conhecimento científico. Tudo que ele sabe, ele não quer que fique preso com ele. Ele quer repartir, ele tem necessidade de compartilhar. E é neste momento, que Sr. Romeu se torna verdadeiramente professor. Quando ele adentra à floresta e interpreta os sinais; quando lê os segredos guardados e fala a língua dos bichos e das plantas; quando mergulha no mangue e consegue se conectar de corpo e alma ao meio que vive; quando ele processa e transforma em informação: neste momento, todos se tornam seus alunos, todos param e prestam atenção. Mais do que aprender, todos passam a amar o que ele ensina. Quem aprende com ele, nunca mais esquece. Muito obrigado Sr. Romeu, por ter vivido como professor para tantos alunos da nossa Instituição, que passaram pela sua escola, a Ilha do Cardoso. Eles aprenderam com o senhor, a respeitar, a amar a vida, a natureza e os seres vivos. Eles hoje são melhores do que eram. E é por isso que hoje e sempre o senhor será, para todos nós, o Professor Romeu", disse o Reitor da FHO, Prof. Dr. José Antonio Mendes.

Para o coordenador do curso de Biologia, Prof. Me. Carlos Eduardo Signorini, Sr. Romeu representa a luta dos biólogos. "A ideia desta homenagem era reconhecer sua competência em preservar não só o ambiente da Ilha do Cardoso, mas também as pessoas que vivem ali, e agradecer o modo como sempre somos recebidos em nossas visitas. Mas acho que o Sr. tem uma Missão maior hoje. Sua Missão é nos contaminar com a sua alegria, perseverança, otimismo, disposição e, acima de tudo, nos encher de esperança para continuar a luta enquanto biólogos. Parabéns Sr. Romeu e muito obrigado!".   

Segundo o professor do curso de biologia, Dr. Julio Valentim Betioli, a forma como alegre e didática como o Sr. Romeu apresenta a natureza, demonstra que todos podemos ser melhor do que somos. "Aqui na FHO temos um ensino teórico forte e o Sr. Romeu poderia ser caracterizado, talvez de uma maneira analógica, como o nosso Ensino a distância. Muitas coisas que nós vivenciamos na Instituição, depois observamos in loco quando chegamos na Ilha. Então podemos oferecer um ensino forte, uma boa base, e lá construirmos em cima desta base. Quando pensamos na atribuição de um título acadêmico, temos horas de atividade a cumprir - a parte formal do processo. Podemos afirmar que o Sr. Romeu tem muito mais horas atividades que talvez uma graduação, especialização, mestrado ou doutorado exigiriam. Ele é o interlocutor entre o que a natureza oferece e o conhecimento que nós precisamos. Nossos humildes agradecimentos".

Representando todos os alunos do curso de Biologia, a aluna Sheila Oliveira concluiu as falas de homenagem contando como é aprender na Ilha com Sr. Romeu. "O Sr. é uma pessoa iluminada e tem um dom incrível de ensinar e passar o conhecimento de uma forma muito bacana, de forma que conseguimos efetivamente entender. E isso não é encontrado em muitas pessoas, independente de quantos certificados elas tenham na parede. O Sr. é um exemplo para nós de que, para ser um verdadeiro educador, não é necessário nenhum certificado. O Sr. tem esse dom e nos mostra que o aprendizado vai muito além da sala de aula. Que podemos aprender com a natureza, como o senhor fez. Obrigada por ser esse exemplo incrível", disse ela.

Emocionado, Sr. Romeu agradeceu à Fundação Hermínio Ometto, assim como a todos os alunos e professores da casa que já passaram e irão passar pela Ilha durante a graduação. "Eu fico muito feliz por receber essa homenagem, uma coisa que eu nunca esperava, e tenho muita satisfação pelos professores e alunos que estiveram comigo na Ilha. A casa vai estar sempre aberta para vocês. Como foi falado esta noite, eu não tenho conhecimento acadêmico, meu conhecimento é empírico, e eu procuro fazê-lo da melhor forma possível, porque sempre que fazemos algo com amor não existe negatividade. Quando fazemos aquilo com vontade, o resultado é inacreditável. Sempre dá certo. E para me despedir hoje, quero dizer que todos vocês moram no meu coração".


Acompanhe nas Redes Sociais

Com quem você deseja falar?

Fundação Hermínio Ometto

Av. Dr. Maximiliano Baruto, 500

Jd. Universitário | Araras - SP

CEP: 13607-339

(19) 3543-1400

Clima em Araras

Terça-feira
31°C
20°C
Chuva: 0 % (0 mm)

Como Chegar