FHO|Uniararas promove Aula Inaugural dos Cursos da Área de Negócios com o Prof. Dr. Samy Dana
FHO|Uniararas promove Aula Inaugural dos Cursos da Área de Negócios com o Prof. Dr. Samy Dana
Quarta-Feira - 14 de maio de 2014

Na última quarta-feira, dia 08 de maio, cerca de 460 alunos, professores e coordenadores dos cursos de Administração, Ciências Contábeis e Economia ocuparam a plateia do Teatro Estadual "Maestro Francisco Paulo Russo" para a Aula Inaugural dos Cursos da Área de Negócios, com o Prof. Dr. Samy Dana. O evento especial, no formato de palestra, teve como objetivo apresentar aos alunos aspectos relacionados à área de formação, agregando conhecimento e cultura com a presença de um profissional de destaque na mídia nacional.

Estiveram também presentes o Reitor da Instituição, Dr. José Antonio Mendes; o Prof. Dr. Olavo Raymundo Jr, Pró-reitor de Graduação; o Prof. Dr. Marcelo Augusto Marretto Esquisatto, Pró-reitor de Pós-graduação e Pesquisa; a Profª. Ms. Cristina da Cruz Franchini, coordenadora de Comunidade e Extensão; Prof. Ms. Luiz Eduardo Gaio, coordenador do curso de Administração; Prof. Dr. Ivan Carlin Passos, coordenador do curso de Ciências Contábeis; Prof. Ms. Fernando da Silva Pereira, coordenador do curso de Ciências Econômicas e dos cursos superiores de Tecnologia em Gestão Financeira e Gestão de Recursos Humanos e o Prof. Ms. Fernando de Oliveira Soares, orientado no mestrado pelo palestrante.

Graduado e mestre em Economia, Dr. Em Administração e Ph.D in Business, Samy Dana é professor de carreira na Escola de Economia de São Paulo, fundador e coordenador do Núcleo de Criatividade e Cultura da FGV-SP - GV Cult. É também autor de quatro livros, colunista da Folha de São Paulo, da Revista Você S/A e comentarista do programa "Conta Corrente", da Globo News.

Com uma abordagem moderna, dinâmica e de fácil atenção, o professor proferiu, durante cerca de uma hora, palestra sobre o tema "Criatividade", também abordado na disciplina que ministra atualmente na Fundação Getúlio Vargas (FGV), em São Paulo. Nas aulas, Samy exige dos estudantes soluções inovadoras para problemas e desafios, desenvolvendo habilidades como planejamento, improviso e inventividade na busca pelo sucesso profissional. "Pegar um problema real e transformá-lo de uma forma criativa é para mim o que faz a diferença. Nem sempre os melhores alunos serão os melhores profissionais. É claro que a pessoa tem que ser um bom aluno, mas para mim a diferença está em como irá resolver os problemas que chegam até ela", explica.

De acordo com o professor, a criatividade ainda é um problema sistemático no país. "O grande mal está no sistema de Educação. Primeiro porque o que mais estimula a criatividade são as artes: cinema, música, literatura, pintura, escultura. O artista por definição é um cara que tem que promover algo "fora da caixa". E na escola a última matéria em grau de importância são as artes. Não damos valor a isso". Então como desenvolver a criatividade? "De onde vêm as boas ideias? Existe um mito sobre isso. As pessoas acham que existem dois tipos de pessoas: aquelas que têm boas ideias, e as que não têm. Errado. Estudos mostram que dificilmente temos uma boa ideia por completo. As ideias geniais inteiras não virão e por isso as pessoas desistem de um jeito muito fácil. É preciso aprender a reciclar as ideias, ir ao limite de como você consegue transformá-la para que ela seja melhor, até o ponto em que não há nada mais a fazer."

Outro ponto levantado durante a aula foram os bloqueadores da criatividade no dia a dia, sendo o medo o pior deles. "Sempre temos os mesmos problemas e resolvemos das mesmas formas. É preciso criar estímulos para o desenvolvimento da criatividade. Tentativa e erro. Na maior parte da vida não estamos acostumados a criar nada. Então as pessoas tem medo de criar e errar porque levam em conta o julgamento dos outros. Não vou dizer que é fácil, mas você tem que assumir o risco."

Para finalizar, Samy deu dicas para que os alunos estimulem a criatividade, empregando-a nos estudos e também na vida profissional. "Primeiro é importante que a pessoa tenha contato com as artes, de todo o tipo. Conheça quem faz, tenha acesso. Quanto menos você conhece cultura em geral, menos ideias você vai ter. Falta uma formação mais plural, mas falta também mais interesse das pessoas. Depois, produza coisas. Identifique aquilo que você gosta e crie. Se eu fizer só aquilo que meu chefe pede e ensina, eu nunca vou ser melhor que ele. Para concluir, errar faz parte do processo de criação. A pessoa precisa saber disso e se preocupar mais em ter ideias do que em cumprir um processo. De qualquer maneira, ele será válido."

Confira as fotos da Aula Inaugural:

Acompanhe nas Redes Sociais

Com quem você deseja falar?

Fundação Hermínio Ometto

Av. Dr. Maximiliano Baruto, 500

Jd. Universitário | Araras - SP

CEP: 13607-339

(19) 3543-1400

Clima em Araras

Terça-feira
25°C
17°C
Chuva: 80% (12 mm)

Como Chegar